Sob Comando Deles: as Barreiras Para Mulheres Técnicas nas Equipes Olímpicas Brasileiras

Por: e William Douglas de Almeida.

Mulheres e Esporte no Brasil: Muitos Papéis, Uma única Luta.

Send to Kindle


Resumo

Introdução
Participar de uma edição olímpica é um sonho para a maioria dos personagens envolvidos com o esporte. Durante muitos anos, porém, este sonho foi sonegado a diversas mulheres que optaram pela prática de modalidades coletivas. São várias as modalidades que comprovam o quanto o sexismo marcou o movimento olímpico ao longo do século passado. A primeira modalidade coletiva a permitir a participação de mulheres foi o vôlei, juntamente com os homens, em sua estreia olímpica em Sob comando deles: as barreiras para mulheres técnicas nas equipes olímpicas brasileiras 1964. Também iniciaram juntos, homens e mulheres, o rugby sevens, em 2016. O basquete feminino, apenas em 1976, sendo que os homens estavam no programa desde 1936. O hóquei na grama permitiu a participação feminina em 1980, enquanto os homens iniciaram sua caminhada nos Jogos em 1908. No handebol, a diferença foi mais curta: 1972 para os homens, 1976 para as mulheres. No futebol, as mulheres só participaram de sua primeira edição olímpica em 1996, 96 anos depois dos homens. Tempo menor apenas às das mulheres do polo aquático: 100 anos (elas em 2000, eles em 1900).

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.