Trabalho e Trabalhadores no Terceiro Anel na Região Metropolitana de Curitiba: Parcialização, Baixa Qualificação e Desafios Educacionais

Por: Maria de Fátima Rodrigues Pereira e Patrícia Correia de Paula Marcoccia.

Práxis Educativa - v.2 - n.12 - 2017

Send to Kindle


.Resumo

Este artigo apresenta resultados de uma pesquisa sobre as condições de trabalho dos trabalhadores do campo no Terceiro Anel, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), e estabelece relação entre os meios de produção da vida e a apropriação dos trabalhadores familiares quanto ao acesso à educação escolar. O método de pesquisa adotado é o materialismo histórico dialético que se orienta pela teoria social de Marx, a qual considera, em primeiro lugar, a produção material socialmente determinada (MARX, 2008). Neste texto, consideram-se as relações entre as condições de trabalho, a educação e a apropriação dos bens e a produção social dos homens no tempo histórico atual. Por meio do método enunciado, analisaram-se documentos disponibilizados publicamente no Sistema Público de Emprego e Renda (ISPER) e no Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (IPARDES), entre outros. Esses documentos possibilitaram conhecer aspectos das condições de trabalho dos trabalhadores do campo no Terceiro Anel, na RMC, e apontar que o trabalho assalariado mantém relações de parcialização e desqualificação, e os meios de produção da vida e de apropriação quanto ao acesso à educação escolar dos trabalhadores familiares corresponde a uma exclusão da existência, pois suas condições objetivas e subjetivas carregam as marcas da submissão do trabalho ao capital. 

Endereço: https://www.google.com/search?client=firefox-b-d&q=como+desinstalar+o+caixa+tem+e+instalar+novamente%3F

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.