Traços Dermatoglíficos dos Golfistas Brasileiros

Por: Adriano Alberti, , Gracielle Fin, Renan Souza, Rodrigo Gomes de Souza Vale e Rudy José Nodari Junior.

Journal Of Physical Education - v.31 - n.1 - 2020

Send to Kindle


.Resumo

Jogado em todo o mundo, o golfe está ganhando popularidade, sendo um esporte que depende das habilidades individuais, tornando-se importante a busca por ferramentas que visem buscar e orientar talentos na respectiva modalidade, sendo assim, o presente estudo teve por objetivo comparar a distribuição dos indicadores dermatoglíficos de golfistas de alto rendimento e de um grupo controle de não atletas. A amostra foi composta por 46 indivíduos com idade e sexo pareados, divididos em dois grupos: o Grupo Golf (GG), composto por 23 golfistas e o Grupo Controle (GC), composto por 23 indivíduos controle aleatoriamente selecionados. Os golfistas, parte do Projeto Golf Brasil da Confederação Brasileira de Golfe, tinham idade entre 11 e 21 anos. Os resultados demonstram que o número de linhas no padrão de seis possíveis variáveis de impressão digital (MESQL1, MESQL2, MESQL4, MESQL5, SQTLE, SQTL) é significativamente maior nos golfistas (GG) quando comparado ao grupo controle (GC). Quando observadas as variáveis qualitativas, ou seja, o tipo de figura, observaram-se diferenças significativas entre os grupos, visto que os Golfistas (GG) apresentaram maior quantidade de Presilha Radial (LR) no MDT5 quando comparados ao grupo controle (GC). Os resultados encontrados neste estudo demonstraram que o perfil dermatoglífico de golfistas de alto rendimento diferem significativamente da população não atleta.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/45358

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.