Treino Intervalado Intensivo: Comparação Entre a Corrida em Plano Horizontal e em Plano Inclinado

Por: Ferreira Silva.

Motricidade - v.1 - n.1 - 2005

Send to Kindle


Resumo

ARTIGO DE INVESTIGAÇÃO Treino Intervalado Intensivo: Comparação entre a corrida em plano horizontal e em plano inclinado VM REIS; SILVA AJ; AC FERREIRA; AC SÁ; A MOREIRA Resumo Na corrida em plano horizontal é fácil a definição da intensidade de treino mais adequada. Contudo, quando um treinador decide optar pelo treino intervalado em plano inclinado enfrenta mais dificuldades na determinação da intensidade de treino mais adequada. Assim, o objectivo deste estudo foi o de quantificar a diferença na velocidade de corrida em plano horizontal e em plano inclinado para uma mesma intensidade de esforço no treino intervalado intensivo. A amostra foi constituída por 6 atletas do sexo masculino de meio-fundo. Os sujeitos realizaram duas sessões de treino intervalado intensivo, uma em plano horizontal e outra em plano com 5.2 % de inclinação. Foram usados dois indicadores fisiológicos da carga interna, a frequência cardíaca (FC) e a concentração sanguínea de lactato (Lacts). As diferenças entre os valores foram testadas pelo t-teste de medidas repetidas (p<0.05). Os principais resultados, demonstraram que: i) a velocidade média de corrida foi diferente (p<0.01) nas duas sessões de treino, para ambas as séries de repetições; ii) não se observaram diferenças significativas na Lacts e na FC em ambas as sessões de treino assegurando uma carga interna similar na corrida horizontal e a corrida inclinada. Com base nestes resultados, concluímos que a velocidade de corrida em plano inclinado, deverá ser, para a mesma carga interna, cerca de 0.80 m.s-1mais lenta do que em plano horizontal. Abstract The choice of the best training intensity for running in horizontal surface is quite simple and accurate. However, the determination of the same intensity with similar internal workload for incline surfaces deals with several problems and difficulties. In this context, the main objective of this work was to quantify the differences in running velocity between horizontal and inclined surfaces for the same internal workload in intensive interval training. For this purpose, a sample of six male middle distance athletes was tested. The subjects performed two training sessions of intensive interval training in horizontal and inclined surfaces with 5.2% of inclination. The measured variables were running velocity and, for internal workload, the heart rate (HR) and the lactate (Lacts) concentration. The differences between the variables were tested with the t-test for repeated measures (p<0.05). The main results pointed out that: i) the mean running velocity was different (p<0.01) in the two training sessions for both repetitions series (horizontal and inclined); ii) no differences were observed in Lacts and HR in both training sessions, yielding a similar internal workload in both conditions (horizontal and inclined). Based on these results, the running velocity for incline surface should be 0.80 m.s-1 slower, than the running velocity for horizontal surface. 1ARTIGO DE INVESTIGAÇÃO Treino Intervalado Intensivo: Comparação entre a corrida em plano horizontal e em plano inclinado VM REIS; SILVA AJ; AC FERREIRA; AC SÁ; A MOREIRA Resumo Na corrida em plano horizontal é fácil a definição da intensidade de treino mais adequada. Contudo, quando um treinador decide optar pelo treino intervalado em plano inclinado enfrenta mais dificuldades na determinação da intensidade de treino mais adequada. Assim, o objectivo deste estudo foi o de quantificar a diferença na velocidade de corrida em plano horizontal e em plano inclinado para uma mesma intensidade de esforço no treino intervalado intensivo. A amostra foi constituída por 6 atletas do sexo masculino de meio-fundo. Os sujeitos realizaram duas sessões de treino intervalado intensivo, uma em plano horizontal e outra em plano com 5.2 % de inclinação. Foram usados dois indicadores fisiológicos da carga interna, a frequência cardíaca (FC) e a concentração sanguínea de lactato (Lacts). As diferenças entre os valores foram testadas pelo t-teste de medidas repetidas (p<0.05). Os principais resultados, demonstraram que: i) a velocidade média de corrida foi diferente (p<0.01) nas duas sessões de treino, para ambas as séries de repetições; ii) não se observaram diferenças significativas na Lacts e na FC em ambas as sessões de treino assegurando uma carga interna similar na corrida horizontal e a corrida inclinada. Com base nestes resultados, concluímos que a velocidade de corrida em plano inclinado, deverá ser, para a mesma carga interna, cerca de 0.80 m.s-1mais lenta do que em plano horizontal. Abstract The choice of the best training intensity for running in horizontal surface is quite simple and accurate. However, the determination of the same intensity with similar internal workload for incline surfaces deals with several problems and difficulties. In this context, the main objective of this work was to quantify the differences in running velocity between horizontal and inclined surfaces for the same internal workload in intensive interval training. For this purpose, a sample of six male middle distance athletes was tested. The subjects performed two training sessions of intensive interval training in horizontal and inclined surfaces with 5.2% of inclination. The measured variables were running velocity and, for internal workload, the heart rate (HR) and the lactate (Lacts) concentration. The differences between the variables were tested with the t-test for repeated measures (p<0.05). The main results pointed out that: i) the mean running velocity was different (p<0.01) in the two training sessions for both repetitions series (horizontal and inclined); ii) no differences were observed in Lacts and HR in both training sessions, yielding a similar internal workload in both conditions (horizontal and inclined). Based on these results, the running velocity for incline surface should be 0.80 m.s-1 slower, than the running velocity for horizontal surface. 1

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.