Vela

Por: Projeto Inteligência Esportiva.
Send to Kindle


.Resumo

Da origem ao alto rendimento

Atribui-se ao Rei Carlos II, da Inglaterra, a realização das primeiras regatas competitivas da história da vela. Em meados do século XVII, ele teve contato com um novo tipo de embarcação criado na Holanda – jaghtstchipt – utilizado para fins comerciais nos Países Baixos. Acredita-se que o nome “iatismo”, também dado ao esporte, tenha relação com o nome da primeira embarcação.

Isto aconteceu em um período que o rei passou exilado na Holanda – após a morte de seu pai (Carlos I). O parlamento inglês não permitiu que Carlos II assumisse o comando e transformou a Inglaterra em uma república liderada por Oliver Cromwell, que derrotou o primeiro em um embate conhecido como “Batalha de Worcester” e o obrigou a fugir para os Países Baixos europeus.

Ao voltar para território britânico, Carlos II levou consigo ideias para melhorias desses barcos e para a construção de outros modelos. Logo passou a incentivar disputas entre velejadores e competir ele próprio em aventuras por águas inglesas. Embora tivesse este caráter competitivo, a vela foi mais utilizada na Inglaterra como forma de diferenciação social da nobreza, em frequentes regatas realizadas com fins de lazer sofisticado.

Apesar desta origem na Inglaterra, foi na Irlanda, em 1720, que o primeiro local para prática institucionalizada da vela foi criado – o Royal Cork Yatch Club. O esporte expandiu-se pela Europa e atingiu os Estados Unidos da América, onde foi criado o New York Yatch Club, que enfrentou aquele primeiro em meados do século XIX, vencendo o desafio. Este acontecimento pode ser considerado

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.