Criança

Criança, Atividade Física e os Vários Contextos e Ações que Prejudicam ou Estimulam o Direito de a Criança Brincar

Entrar no Grupo

Importância dos Jogos e Brincadeiras na Escola



 A aceitação e a utilização de jogos e brincadeiras, como uma estratégia no processo de ensinar e do aprender, tem ganhado força entre os educadores e pesquisadores nesses últimos anos. Qual seria a importância desse método no processo de aprendizagem das crianças?

Comentários

Por Jáder de Souza Teodoro
em 06-12-2015, às 22h24.

A utilização de jogos e brincadeiras como ferramenta didática é muito importante por abranger a interdisciplinaridades além de desenvolver o psiquico-físico-social do aluno, sobretudo do público infantil. Segundo Friedman (1996, p. 64) em relação ao jogo, aponta que o mesmo oferece uma importante contribuição para o desenvolvimento cognitivo, dando acesso a mais informações e tornando mais rico o conteúdo do pensamento infantil, paralelamente o jogo consolida habilidades já dominadas pelas crianças e a prática dos mesmos em novas situações.

Por Hornei Guadalupe
em 20-12-2015, às 18h53.

Vivemos um momento em que a reflexão das práticas pedagógicas é uma iniciativa básica para que a escola possa a ser tornar um verdadeiro ambiente para a aprendizagem.
O uso de brincadeiras e jogos no desenvolvimento da aprendizagem das crianças onde a utilização dos mesmos estimula e muito a aprendizagem na escola se da de maneira lúdica e significativa proporcionando ao professor o prazer em sensinar.A utiliação de jogos e brincadeiras estimula o desenvolvimento psicomotor,emocional,afetivo,cognitivo entre outras áreas de aprendizagem,mas é preciso que se identifiquem as necessidades individuais de cada aluno para que se  possa estabelecer uma estratégia que possa suprir essas carências.

Por Marielly Gomes Silva
em 04-01-2016, às 12h14.

Os jogos e as brincadeiras estão sendo cada vez mais valorizadas como método de ensino das crianças, sendo de grande importância para incentivar não apenas a imaginação, mas o desenvolvimento motor, cognitivo, o convivio e o respeito entre as crianças, além de promover o aprendizado de forma prazerosa. O brincar é importantíssimo para o desenvolvimento infantil influenciando de forma grandiosa o desenvolvimento da prendizagem e do psicológico da criança.

 

Por Leandro dos Santos Oliveira
em 12-01-2016, às 19h06.

    É muito importante, pois, neste momento específico a criança ou até mesmo ou o adulto, tem a oportunidade de aprender algo de uma forma fora do padrão tradicional, além de poder experimentar a sensação agradável de um método de ensino onde ele aprende de forma descontraída, más sem perder o foco. Assim ele pode trabalhar os aspectos sociais, psicológicos, motores entre outros, de forma agradável e descontraída. Alcançando resultados que talvez demorariam mais se fossem trabalhados no método tradicional de ensino.

Por Caroline Hosken Caldeira
em 15-01-2016, às 15h25.

Quando a questão é Jogos e Brincadeiras no desenvolvimento infantil, a resposta é quase unânime. É de extrema importância que a promoção dessas atividades para esse público, contudo, na escola já que é uma forma de socialização entre os alunos. Por meio dos e jogos e brincadeiras elas aprendem a solucionar problemas de forma lúdica e didática. 

Por Thiago da Costa Barros
em 17-01-2016, às 20h58.

Portanto as brincadeiras e jogos infantis são elementos indispensáveis para a formação da criança. É por meio do lúdico que ela vai incorporando certos valores à sua personalidade e ampliando o seu conhecimento de mundo. (SOLER, 2006) 

É importante, pois, traz para a criança novas experiências e estímulos que vão ser importantes não só para o seu desenvolvimento, mas também pra ser uma pessoa adulta bem desenvolvida.

Por Jeffrey Gerard Fernandes
em 24-01-2016, às 10h59.

Além da interação, a brincadeira, o brinquedo e o jogo proporcionam mecanismo para desenvolver a memória, a linguagem, a atenção, a percepção, a criatividade e habilidade para melhor desenvolver a aprendizagem. Nessa perspectiva, as brincadeiras, os brinquedos e os jogos vêm contribuir significamente para o importante desenvolvimento das estruturas psicológicas e cognitivas da criança.

Por Ramon Dias Lourenço
em 25-01-2016, às 14h35.

Na educação  escolar a criança deve  brincar  e interagir com os demais ,pois  neste  momento  da brincadeira  a criança  se desenvolve e constrói seu conhecimento  de mundo, aumentando sua capacidade  mental facilitando na melhora  de um bom desenvolvimento na matemática. o jogo  e a brincadeirav permitem  ao aluno criar,imaginar, medir,ultilizar equicar-se e fundamentalmente aprender [VYGOTSKY E LEONTIEV,1998]

Por Samuel Augusto Gois
em 26-01-2016, às 13h50.

Por meio da brincadeira, a criança pequena exercita capacidades nascentes, como as de representar o mundo e de distinguir entre pessoas, possibilitadas especialmente pelos jogos de faz-de-conta e os de alternância respectivamente. Ao brincar, a criança passa a compreender as características dos objetos, seu funcionamento, os elementos da natureza e os acontecimentos sociais. Ao mesmo tempo, ao tomar o papel do outro na brincadeira, começa a perceber as diferentes perspectivas de uma situação, o que lhe facilita a elaboração do diálogo interior característicos de seu pensamento verbal. (OLIVEIRA, 2002, p. 160). Portanto as atividades lúdicas têm o poder sobre a criança de facilitar tanto o progresso de sua personalidade integral, como o progresso de cada uma de suas funções psicológicas, intelectuais e morais, a ludicidade é uma ferramenta essencial e necessária ao processo de desenvolvimento do ser humano.

Por Larissa Vitalina de Medeiros Pires
em 02-02-2016, às 14h50.

Para a criança, brincar é fundamental para o seu desenvolvimento e na escola cabe ao professor estimular a curiosidade, a criatividade e também a descobrir seus limites, pois é na brincadeira que a criança se desenvolve, se descobre e mostra quem é devido a liberdade que lhe é proporcionada. Estimular a criança acarreta benefícios fundamentais para a vida infantil,para que a criança escolha quem vai ser sem nenhuma influência direta, estimular é desenvolver, é proporcionar uma melhor interação com o mundo e com a sociedade. ''Para Vygotsky (1984) quando a criança brinca adquire noções espaciais, aprende, desenvolve o seu cérebro para funções como o falar, o andar, o sentir (sentido tátil) e a se relacionar com outras crianças e adultos.'' ( trecho retirado do artigo)

fonte: http://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/7783/1/Projeto%20final%20definitivo.pdf

fonte: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=169320515003

Por Cícera Patricia Souza Gomes
em 27-05-2016, às 20h32.

Atualmente as crianças estão tendo contato com a tecnologia cada vez mais cedo, e assim acabam perdendo de certa forma a essencia do que é ser criança. Brincar na rua já não é algo tão comum como era antes, onde a garotada toda se juntava para participar de jogos e brincadeiras tradicionais, como piques e cirandas, que apesar de serem aparentemente simples brincadeiras, auxiliam no desenvolvimento, pois quando praticadas exigem atenção para que se possa criar estratégias, além de proporcionar o contato e a desibinição, preparando as crinças para o mundo dos adultos, que exige que sejam articulados e minimamente independentes para tocarem suas vidas. O resgate de tais atividades nas escolas, se torna imporatante para que as crianças usufruam desses benefícios e ainda tenham conhecimento de como seus avós e até mesmo pais, se divertiam antes desse mundo tecnológico.

Por Laura Barone
em 26-06-2016, às 20h36.

Nos dias de hoje, as crianças estão cada vez menos tendo contato com atividades que estimulem seu desenvolvimento devido ao uso de tecnologia e a rotina apertada dos pais. Porem, é imprensidivel a prática de jogos e brincadeiras nessa fase da vida para que a criança tenha capacidade de se desenvolver melhor, tanto o corpo quanto a parte da recreação, ajudando na socialização com as demais. Por isso, é muito importante que as escolas tenham aulas de educação física adequada,e não apenas com metodologia de "rolar a bola", ja que para algumas crianças, é só naquele momento que vai ter oportunidade de exercer atividades físicas, como os jogos.

Por Gabriela da Silva Celso
em 27-06-2016, às 11h37.

 

Como foi citado a utilização dos jogos e brincadeiras tem ganhado força no ambiente escolar, os professores de educação física acreditam que a partir dessas atividades as crianças tem uma oportunidade de ampliar seus conhecimentos e vivências. A educação física na escola, na maioria das vezes, se restringe a apenas a esportes mais fortes culturamente como futebol e volêi, as crianças "se acostumam" a praticar sempre esses mesmos esportes e não se permitem conhecer novas práticas. Então os profissionais da área que se esforçam em mudar essa realidade, passam a destacar a importância dos jogos e brincadeiras que são considerados uma forma de trabalho pedagógico que estimula o raciocínio e favorece a vivência de conteúdos e a relação com situações do cotidiano. Com essas práticas, a criança vai poder desenvolver o seu conhecimento, imaginação, criatividade e comunicação, já que não se trata de atividades em que elas precisarão de um conhecimento técnico, favorecendo a aceitação por parte delas. Então, jogos e brincadeiras devem ser visto como uma estratégia pelo educador, já que a criança irá aprender sobre a natureza, os eventos sociais, a dinâmica interna e a estrutura de seu corpo, através do lazer.


 

Por Leonardo Henrique Gomes da Fonseca
em 27-06-2016, às 23h59.

As brincadeiras e jogos além de estimularem o desenvolvimento da criança, contribuem para que haja maior interação com o outro no ambiente escolar. Desde muito cedo, as crianças de hoje já tem muito contato com aparelhos eletrônicos e tecnologias de todo o tipo e acabam perdendo assim, um pouco dessa essência da infância que é a fase de brincar e aprender a lidar com o próximo. Nesse contexto, as atividades aplicadas no colégio podem ajudar a suprir a falta das mesmas dentro de casa, onde a diversão atualmente, na maioria dos casos se limita a jogos eletrônicos e videogames.

Para comentar, é necessário ser cadastrado no CEV fazer parte dessa comunidade. Clique aqui para entrar.


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.