Análise do Potencial Mercantil do Basquete Brasileiro

Por: Edson Hirata e .

IX Congresso Brasileiro de História do Esporte, Lazer e Educação Física CHELEF

Send to Kindle


.Resumo

O esporte moderno passou, desde a sua origem, por várias transformações e a mais recente delas impôs algumas características mercantis ao mesmo. Essa mercantilização do esporte é decorrente do desenvolvimento dos meios de comunicação de massa e da expansão da indústria do entretenimento. De um lado, o progresso tecnológico dos meios de comunicação de massa possibilitou que as informações chegassem a um maior número de pessoas, nos pontos mais remotos do planeta e em tempo real. Do outro, existe a necessidade de ocupação do tempo livre do ser humano que criou a indústria do entretenimento. O esporte, ao lado da música e dos filmes, ocupa um lugar de destaque nesse meio. Nasce nesse cenário, o esporte-espetáculo, fenômeno contemporâneo, que prima pela imposição de características mercantis ao esporte e que tem como um dos modelos ideais, o basquete da NBA. O fenômeno do esporte-espetáculo é carente de estudos. Os poucos pesquisadores que se aventuraram nessa seara ainda não apresentaram uma reflexão aprofundada acerca do basquete e para tentar preencher parte dessa lacuna, o objetivo deste estudo foi apresentar indicadores que sirvam como parâmetro para avaliar o atual potencial mercantil do basquete brasileiro. O estudo utilizou uma abordagem qualitativa, valendo-se da pesquisa bibliográfica para levantar os dados empíricos. A análise dos dados baseou-se na proposta tipológica de DI GIOVANNI, GEBARA e PRONI para encontrar o perfil mercantil do basquete brasileiro.

Endereço: http://cev.org.br/biblioteca/anais-do-ix-congresso-brasileiro-de-historia-do-esporte-lazer-e-educacao-fisica-chelef

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.