Bullying em Torcidas Universitárias: o Que Pensam Licenciados em Educação Física?

Por: Michele Pereira de Souza da Fonseca e Monique Corte.

XXI Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VIII CONICE - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO

Um dos desafios atuais do fazer docente é a violência escolar (MALTA et. al., 2010) que precisa ser discutida durante a formação. Fonseca (2014) admite a preocupação de que a formação docente se dê na/para diversidade, onde a dialética da inclusão/exclusão está presente cotidianamente tanto na universidade enquanto estudante, quanto na sua atuação como professor. Apoiamo-nos numa perspectiva ampla e dialética de inclusão a fim de reduzir as pressões excludentes que ocorrem independente de deficiências, religião, rendimento, etnia, classe, gênero, estrutura familiar, sexualidade ou estilo de vida (SAWAIA, 2014; BOOTH E AINSCOW, 2012). Assim, temos o objetivo de investigar a percepção de bullying e violência nas torcidas dos eventos esportivos universitários, por professores de Educação Física em formação no curso de Licenciatura da Escola de Educação Física e Desportos (EEFD-UFRJ).

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.