Efeitos da Corrida em Esteira em Músculos Sóleos de Ratos Encurtados Por Imobilização

Por: Luiz Henrique Natali.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.14 - n.6 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste trabalho foi verificar as adaptações de peso e comprimento do músculo sóleo de ratos Wistar machos, além da estimativa do total de sarcômeros em série e comprimento médio dos sarcômeros, quando submetidos a um processo de remobilização em esteira. Foram utilizados 18 ratos (Wistar), divididos em três grupos: GC - músculo sóleo esquerdo (MSE) imobilizado e remobilizado solto; G10 - MSE imobilizado e remobilizado em velocidade de 10m/min; e G12 (n = 6) - MSE imobilizado e remobilizado em velocidade de 12m/min. Os resultados mostraram as seguintes variações, peso muscular: GC -22,35% (p = 0,0089), G10 -12,52% (p = 0,0623), G12 -12,07%, (p = 0,0004); comprimento muscular: GC -5,47% (p = 0,0120), G10 -3,31% (p = 0,2868), G12 0,41% (p = 0,8987); estimativa de sarcômeros em série: GC -15,42% (p = 0,0047), G10 -10,87% (p = 0,0193), G12 -4,97 (p = 0,2409); comprimento de sarcômeros GC 11,16% (p = 0,0142), G10 9,31% (p = 0,1270), G12 5,58% (p = 0,1327). Conclui-se que G12 obteve maior eficácia após o período de imobilização, pois apresentou maior semelhança com o membro não imobilizado.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922008000600003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.