O Brincar no Hospital a Partir de Uma Teoria de Sujeito

Por: Cristiano Rosa Neves, José Geraldo Soares Damico e Osvaldo Donizetti Siqueira.

XVII Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e IV Conice - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

Este texto objetiva introduzir determinados aspectos sobre o significado da promoção do brincar no espaço da hospitalização de crianças para o campo da educação física e para os profissionais de saúde que trabalham com esta proposta. A partir de uma revisão de literatura e de nossas experiências profissionais procuramos problematizar a promoção do brincar no hospital entre duas lógicas mais comuns: a primeira baseada num viés pedagógico e a segunda apoiada num olhar terapêutico de vertente psicanalítica (lacaniana). Assim o brincar no hospital pode ser uma ferramenta significativa para que se lidem com questões, tais como: a integralidade da atenção; a manutenção dos direitos da criança e a (re)significação da doença por parte dos sujeitos. Os achados possibilitaram discutir a promoção do brincar como ação da saúde coletiva. Conclui-se, dentre outros aspectos, que a promoção do brincar no espaço da hospitalização infantil pode contribuir para que se (re)signifique o modelo tradicional de intervenção e cuidado de crianças hospitalizadas.

Endereço: http://cev.org.br/eventos/xvii-conbrace-iv-conice/

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.