Suplementação de Creatina e Treinamento de Força: Efeito do Tempo de Recuperação Entre as Séries

Por: .

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.12 - n.4 - 2004

Send to Kindle


.Resumo

O objetivo do trabalho foi verificar se a duração do intervalo de recuperação interfere na eficiência da suplementação de creatina durante o exercício de força. Para testar esta hipótese foram realizados 2 experimentos com diferentes tempos de recuperação (60 segundos e 2 minutos e 30 segundos). A amostra foi composta de indivíduos saudáveis envolvidos em treinamento de força, que posteriormente foram suplementados com creatina. O protocolo de suplementação foi conduzido segundo o modelo duplo-cego, sendo o que o grupo placebo recebeu carboidrato. O valor de 1-RM foi estabelecido e posteriormente foi calculado o valor correspondente a 70% do valor de 1-RM para o teste de repetição máxima. A suplementação de creatina foi eficiente em promover o aumento na capacidade de repetição máxima no supino livre, somente no experimento 2, no qual foi utilizado o intervalo de 2 minutos e 30 segundos (p<0.001). Provavelmente, o intervalo de 60 segundos não permitiu a recuperação do sistema ATP-CP. O tempo de recuperação entre as séries foi determinante para a comprovação do efeito ergogênico da suplementação de creatina. PALAVRAS-CHAVE: Creatina, Recuperação, Treinamento de força

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.